O Abassa de Oxalá - Uberlandia - MG

Fundadora: Nginja Delfina de Oxalá

Fundado em 29 de Julho de 1965

Faleceu em: 8 de Março de 2000

Iniciada no Culto em: 11 de Setembro de 1971

Nasceu em Martinesia – Distrito de Uberlândia – MG em 13 setembro de 1927 e foi iniciada no terreiro espirita-umbandista de São Lazaro (abassa de Omulu) Filha de berço kardecista, seu primeiro batismo espiritual foi realizado pelo médium Augusto de Oliveira (1927) Neste ambiente leu muitas obras e optou pelo kardecismo aos 16 anos. Com 18 anos foi colocada por dois mentores ( Pai Juquinha e Adolfo Bezerra de Menezes) no caminho do santo. Logo após foi integrada ao centro espirita “ Pai Joaquim do Bomfim” em São Paulo, onde deu sua primeira obrigação; teve como zelador Pai Edu Santos (nação Angola) e recebeu a missão de ter sua casa em terras paulista.

Após abertura do Centro, conheceu outros espiritualistas que, ao tomarem conhecimento da morte de seu zelador (Pai Edu) orientaram a procurar Tata Tancredo, em passagem pela cidade , para dar continuidade às obrigações espirituais. Em junho de 1971, deu sua primeira obrigação de retirada de “vumbi”. Logo após em 11 de setembro do mesmo ano, deu entrada no ronkó, para receber os “axés” do culto omoloko, que já praticava há alguns anos. Sendo assim passou a pertencer legalmente ao culto e recebeu como zelador Tata ti inkice Tancredo da Silva Pinto, filho de Oxossi, e de suna folketo Olorofé, filho de Benedita de Yadouché, neto de açumano sawó adió (Tio Sani) bisneto de Bacayodé e Tataraneto de Tio Erepê.

Em 11 de Setembro de 1960 retornou a Uberlândia e deu continuidade a sua vida espiritual participando da casa religiosa Tenda do Pai Chico, dirigida pelo Sr. Mira. No mesmo ano recebeu orientação para que tivesse em Uberlandia a sua casa; e foi em sua residência que começou as primeiras atividades espirituais, construindo ali um local próprio para atendimento ao público ( mais de 500 pessoas semanais) em 1964 obteve o registro da casa que homenageou com o nome de Nucleo Espirita Umbadista “ Pai Antonio do Bomfim”.

Delfina de Oxalá e Tata Tancredo

Fonte: Arquivo Darlan Aragão @omolokoceara - Abril 2022

Dias atuais

Atual responsável: Mametto Ligia de Nana

Endereço: